Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos (CIBFar)

No Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos (CIBFar), são feitos estudos com a flora brasileira para identificar compostos que possam ter ação antibacteriana, anticâncer e antiparasitária, entre outras, para produção de novos fármacos. Os trabalhos do grupo incluem, ainda, a seleção dos compostos mais promissores, a síntese das moléculas, o planejamento dos medicamentos e estudos pré-clínicos da eficácia, do potencial tóxico e da ação dos fármacos. É um Centro de Pesquisa, Inovação e Difusão (Cepid) financiado pela Fapesp.

Pesquisador responsável: Glaucius Oliva
Coordenador de Educação e Difusão do Conhecimento: Leila Maria Beltramini
Coordenador de Transferência de Tecnologia: Adriano Defini Andricopulo

Local: Instituto de Física de São Carloslogo_cibfar_300
Campus São Carlos – USP
Av. João Dagnone, 1.100
e-mail: cibfar@ifsc.usp.br

Site: http://cibfar.ifsc.usp.br
Página na Fapesp: http://cepid.fapesp.br/centro/19
Página no Facebook: https://www.facebook.com/cibfar
Folheto (em inglês): CIBFar

Notícias relacionadas ao Centro de Pesquisa e Inovação em Biodiversidade e Fármacos

Cientistas buscam novos fármacos em microrganismos cultivados por insetos

Há tempos, cientistas buscam moléculas naturais que possam servir como base para desenvolvimento de novos fármacos. Para isso, Mônica Pupo, da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP em Ribeirão Preto, começou estudando microrganismos que vivem associados a plantas. Agora, busca entender essa relação de simbiose entre bactérias e insetos sociais.

Posted in CIBFar, Notícias | Tagged , , , , , , , | Leave a comment

Glaucius Oliva: nenhum estudo similar ao da Bial reportou resultados tão dramáticos

Uma semana após a morte de um participante de testes clínicos da empresa farmacêutica Bial, na França, as autoridades ainda não chegaram a uma conclusão sobre o que deu errado. Segundo o coordenador do CIBFar, moléculas como a utilizada pela farmacêutica têm sido estudadas e desenvolvidas por outras empresas, mas não há nenhum outro caso no qual o estudo clínico gerou efeitos tão graves.

Posted in CIBFar, Notícias | Tagged , , , | Leave a comment