Estudo com gêmeos mostra base genética para microcefalia causada por Zika

Pela primeira vez, pesquisa mostra que há base genética para explicar porque só uma parte das mães infectadas pelo vírus Zika geram bebês com anormalidades neurológicas. Para comprovar a hipótese, a equipe do Centro de Estudos do Genoma Humano e Células-Tronco comparou genes de pares de gêmeos em que um nasceu com microcefalia e outro, não. O artigo foi publicado nesta sexta-feira (2) na Nature Communications.

Entenda a descoberta nesta playlist:

A pesquisa foi financiada pela FAPESP, CNPq e AACD.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*