Desvendando o genoma da cana-de-açúcar

São necessárias tantas disciplinas para estudar cana-de-açúcar? O Ciência USP mostra como a matemática, a genética e a bioinformática auxiliam o Jovem Pesquisador da FAPESP Gabriel Margarido a desvendar o genoma da cana, um dos mais complexos organismos vivos, inclusive se comparada aos humanos! A pesquisa de Gabriel busca o melhoramento genético de várias partes da planta.

O Ciência USP mostra a trajetória do Jovem Pesquisador, que passou de engenheiro agrônomo a geneticista, sempre estudando a cana, inclusive na gigante Microsoft. Margarido explica as principais diferenças entre cana transgênica e cana melhorada, e que partes da planta são mais indicadas para a geração do etanol de primeira e segunda geração, além da bioenergia.

Na Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”/USP, Gabriel lidera um grupo de estudo que deverá fazer um mapeamento genético de proporções inéditas, através de uma ferramenta chamada transcriptômica. Etanol, energia limpa e resistência à seca configuram os três maiores desafios do pesquisador, no estudo da cana. Para isso, ele conta como é feita a análise bioinformática dos dados extraídos do DNA e do RNA da planta e qual a importância da energia renovável para a economia do país.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*