Em busca de Marcel Proust

A tese de Yuri dos Anjos, “Marcel Proust e a imprensa da Belle Époque”, foi considerada a melhor da USP na área de Letras, Linguística e Artes, em 2016. Feita no Brasil, França e Canadá, a pesquisa se concentra na produção jornalística do escritor de Em Busca do Tempo Perdido.

Em seu doutorado, Yuri tratou, pela primeira vez, a produção jornalística de Proust com autonomia em relação à sua produção como romancista. Marcel Proust (1871 – 1922) é autor dos sete volumes de Em Busca do Tempo Perdido, considerada uma das obras mais relevantes e influentes do século XX. Nos anos 1800, na França, os quatro maiores jornais diários já publicavam 4 milhões de exemplares por dia. Proust participou dessa efervescência. A tese de Yuri estudou como o escritor trabalhou para alguns desses periódicos.

O trabalho foi orientado pelo Prof. Philippe Willemart, do Departamento de Letras da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, da USP. Ele conta como a rasura torna difícil e fascinante o estudo da obra de Marcel Proust – dificuldades que o pesquisador Yuri dos Anjos também encontrou ao se dedicar ao Proust jornalista.

Veja também: Blog criado por Yuri mostra textos não publicados e manuscritos originais do escritor

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*