USP lança maior banco de genomas de brasileiros

O Centro de Estudos do Genoma Humano e Células-Tronco (CEGH-Cell), da USP, lançou o primeiro grande banco de genomas só de brasileiros. O banco é composto pelo sequenciamento completo do genoma de 1.324 idosos moradores da cidade de São Paulo, em proporção representativa à dessa população na cidade.

O banco já melhorou o diagnóstico das doenças genéticas em pacientes brasileiros e agora permite investigar com precisão as mutações genéticas – ou variantes, como os cientistas falam – que acontecem com mais frequência em nosso país.

 

O segredo da longevidade

Mayana Zatz e Michel Naslavsky, geneticistas do CEGH-Cell, explicam a novidade. A ideia é abrir linhas de pesquisas para analisar os milhares de dados armazenados.

Algumas perguntas a serem respondidas: por que algumas pessoas vivem mais e outros vivem menos? Doenças genéticas são as mesmas na população do Brasil e de outros lugares? O diagnóstico de brasileiros precisa de novos parâmetros?

O CEGH-Cel é financiado pela Fapesp.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*