Mulheres cada vez menos desiguais

Esta animação conta a trajetória da desigualdade entre as mulheres brasileiras ao longo de 50 anos. A entrada no mercado de trabalho, o direito de votar, o aproveitamento das oportunidades de educação mudaram a vida das mulheres desde 1960. Com tantas mudanças, as mulheres do campo e da cidade, de diferentes classes sociais, ficaram cada vez mais parecidas.

A peça se baseia no livro Trajetórias das desigualdades: como o Brasil mudou nos últimos cinquenta anos, organizado pela cientista política Marta Arretche e produzido pelo Centro de Estudos da Metrópole que, a partir de dados dos censos de 1960 a 2010, traça o caminho que o Brasil percorreu nessas décadas. As informações deste vídeo integram os capítulos 5, “Estratificação horizontal da educação superior no Brasil (1960 a 2010)”, de Carlos A.C. Ribeirao e Rogério Schlegel; 11, “Cinquenta anos de relações de gênero e geração no Brasil: mudanças e permanências”, de Maria Coleta Oliveira, Joice Oliveira e Gláucio Marcondes; e 13, “Desenvolvimento econômico e desigualdades no Brasil: 1960-2010”, de Alvaro A. Comin.

Veja mais animações sobre as trajetórias das desigualdades no Brasil:

Leia também:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*