Transformações de São Paulo entram no debate internacional

O debate internacional sobre teoria urbana agora terá à disposição o resultado de três anos de trabalho: a britânica Routledge Publisher lançou, em junho, o livro São Paulo in the Twenty-First Century, organizado pelo professor Eduardo Marques, do Departamento de Ciência Política da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. O trabalho traz as conclusões de uma pesquisa coordenada por Eduardo no Centro de Estudos da Metrópole.

Eduardo Marques: processo vivido por São Paulo no começo do século é de segregação nas áreas ricas e heterogeneidade nas periferias (Foto: Caio Antônio)
Eduardo Marques: processo vivido por São Paulo no começo do século é de segregação nas áreas ricas e heterogeneidade nas periferias (Foto: Caio Antônio)

O livro, em inglês, analisa as principais mudanças pelas quais a região metropolitana de São Paulo passou a partir da década de 1990, reunindo dados do Censo e de trabalho de campo. Trata-se do “irmão” do livro publicado por Marques no ano passado, A metrópole de São Paulo no século XXI – Espaços, heterogeneidades e desigualdades.

“O livro em inglês não traz evidências novas (em relação ao livro nacional). Os dados são os mesmos, mas as interpretações são diferentes. Porque o livro não está dialogando com a literatura brasileira; está tentando contribuir com a literatura estrangeira. E a embocadura dele, o olhar dele, é para o que tem sido chamado de urbanismo comparativo internacional, que é uma tendência, um movimento, para incluir cidades do Sul Global entre os elementos principais destacados pelas teorias urbanas”, disse o autor, em entrevista para o Ciência USP.
No podcast, Eduardo Marques conta quais são os principais desafios para o pesquisador brasileiro que quer publicar um livro no exterior e como foi o processo de edição. Ele também explica qual é o debate atual no campo das teorias urbanas e como o caso de São Paulo se situa nessa discussão. Ouça:

Novidades editoriais

Outra novidade do Centro de Estudos da Metrópole é que o livro Trajetórias das Desigualdades – Como o Brasil nos últimos cinquenta anos, organizado pela professora Marta Arretche, esgotou a tiragem pela segunda vez desde o lançamento em 2015 e chegou à 2ª reimpressão. Trajetórias das Desigualdades foi publicado em 2015, em parceria com a Editora Unesp – a mesma que publicou o livro nacional de Eduardo Marques. A editora garante que a procura pelo livro tem sido alta.

Siga os podcasts Ciência USP no MixCloud

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*