Política pública de grande metrópole é feita por atores públicos e privados

Hoje e amanhã, a partir das 9h, uma rede de pesquisadores brasileiros e estrangeiros se reúne para discutir a relação entre atores públicos e atores privados na construção das políticas públicas nos grandes centros urbanos. Entre os temas abordados, há políticas habitacionais urbanas, assistência social e serviços urbanos, como coleta de lixo.

O seminário internacional “Governança em grandes metrópoles: Paris, Londres, Cidade do México, Milão e São Paulo”, organizado pelo CEM – Centro de Estudos da Metrópole, acontece na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP, no prédio das Ciências Sociais.

Conversamos com os pesquisadores Eduardo Marques, Renata Bichir, Samuel Ralize e Magaly Pulhez para conhecer melhor os estudos realizados por cada um. No seminário, Renata falará sobre políticas de assistência social e transferência de renda, como o Bolsa Família. Já no caso de Samuel, a questão em foco é a coleta de lixo e a gestão de resíduos sólidos urbanos em São Paulo. Magaly investiga a gestão terceirizada da CDHU, Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano do estado de São Paulo.

Consulte a programação completa do evento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*